Para aprender programação em qualquer idade e em qualquer lugar

Deixe seu comentário

Via: A rede | www.arede.inf.br

Para aprender programação em qualquer idade e em qualquer lugar 2

O ensino da lógica e linguagem de programação no ambiente escolar possibilita oferecermos aprendizagem, metodologias e práticas pedagógicas mais inovadoras. Contribui para repensarmos nosso trabalho em sala de aula, as formas como se dão os espaços escolares e o modo como enxergamos nossos alunos. Abre possibilidades para um trabalho mais dinâmico, autônomo e colaborativo. Motiva as crianças a buscar suas próprias respostas e desenvolver soluções de problemas de maneiras mais criativas e alternativas. Hoje, além de usuários, somos desenvolvedores de nossas próprias aplicações. Não basta mais saber o que fazer; é preciso saber como fazer!

Existem muitas organizações, plataformas e sites que incentivam o estudo da linguagem de programação. Confira algumas opções. CodeCombat, Kodable e Tynker têm versões estendidas que são pagas. Os demais são gratuitos.

Code.org Mark Zuckerberg e Bill Gates são as caras de entrada do code.org. Assim como eles, outras referências mundiais também dão suas dicas de como programar neste espaço. A partir de mini games online e off-line, com vídeos explicativos, aprende-se os fundamentos da lógica de programação. A ferramenta dispõe de cursos para crianças que ainda não aprenderam a ler, até até jovens e adultos

Tynker Na mesma linha do code.org, o Tynker tem mini games e áreas de desenvolvimento para aprender programação e desenvolver aplicações. Há uma área de acesso livre e gratuito e outra, mais completa, de acesso pago. Crianças a partir dos 8 anos de idade podem começar a utilizar essa plataforma nas fases iniciais.

Kodable Indicada para quem gostaria de trabalhar fundamentos da programação com crianças a partir dos 4 anos. É possível se cadastrar como professor e criar suas turmas, podendo acompanhar o progresso de cada estudante. Conforme vão passando as fases, o nível de dificuldade aumenta. Há uma a versão para uso off-line.

CodeCombat Para o aprendizado de uma linguagem mais específica. A partir dos 9 anos, as crianças conseguem aproveitar muito a ferramenta, que lembra um jogo de RPG totalmente arcade. Na mesma linha dos mini games por fases, conforme a criança vai avançando, a complexidade aumenta.

CodeMonkey Quem gosta de uma história por traz do jogo gostará de aprender programação com o CodeMonkey. Para passar as fases é necessário escrever linhas de código. Mas mesmo crianças que não sabem ler conseguem jogar, pois o programa é bastante intuitivo.

CodeHunt Usuários mais avançados poderão aprender Java ou C# nessa plataforma. Mais orientado para a linha de comando, a partir de um tutorial totalmente interativo, vai do nível mais básico a fases complexas. Um pouquinho de inglês será necessário. Indicada para adolescentes que desejam aprender programação.

Existem muitas plataformas parecidas com estas. Experimente com seus alunos, filhos ou grupos de amigos e explorem novas aplicações. O ensino da programação vai muito além de uma linha de código.

Fonte: A rede | www.arede.inf.br Postado por: Cento e Vinte | www.centoevinte.com.br

*Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ARTIGOS RELACIONADOS

Sazonalidade-glossário-120-marketing-digital-para-agencia-de-marketing-digital-cento-e-vinte-marketing-digital-para-001

Sazonalidade

É a flutuação no volume de vendas de acordo com um determinado período, geralmente anual. Esta variação pode acontecer por vários motivos, como estação do

Autoridade-do-site-glossário-120-marketing-digital-para-agência-de-marketing-digital-cento-e-vinte-marketing-digital-para-001

Autoridade do site

Autoridade do site é a importância de um site dentro do algoritmo do Google. Dessa forma, aumentam-se, as chances desse site manter na primeira página

Co-marketing

Também conhecido como marketing compartilhado, é a ação realizada entre duas empresas que tenham o mesmo público-alvo, podendo ser até da mesma área sem serem