O que é esse tal de big data e qual sua influência para o marketing digital?

Deixe seu comentário

O que é esse tal de big data e qual sua influência para o marketing digital? 2 Nos últimos tempos muito se fala sobre big data e sua importância para o presente e o futuro do digital. Mas você sabe dizer o que é essa tecnologia e quais são seus impactos especialmente para o marketing digital? Continua conosco que vamos responder essa dúvida!

O que é big data?

Os computadores são equipamentos que possuem a capacidade de armazenar e processar os mais diferentes dados. Ao longo dos anos como desenvolvimento da tecnologia essa capacidade cresceu imensamente. E não poderia ser diferente! Afinal, com a popularização da internet e a chegada da web 2.0, a criação de dados chegou a volumes extraordinários. Segundo dados do Gartner e do IDC, Instituto de Inteligência de Mercado, é esperado que até 2020 a internet tenha armazenado 40 trilhões de gigabytes no mundo todo. O big data faz referência exatamente a esse grande volume de dados armazenados, estruturados ou não. Os dados não estruturados são aqueles que necessitam de uma pessoa para estruturá-lo e organizá-lo, normalmente os dados coletados das redes sociais, portais de notícias, dentre outros, que são considerados os mais complexos, exatamente por essa maior dificuldade em analisá-los e categorizá-los. Ele pode ser categorizado em três tipos:

1.      Social data

  • Internet
  • Redes sociais
  • Dados demográficos
  • Dados comportamentais (tanto em grupo como individuais)

2.      Enterprise data

  • RH
  • Vendas
  • Finanças
  • Produção
  • Logística
 

3.      Personal data

  • Smartphones
  • Relógios
  • TVs
  • Carros
  • Eletrodomésticos conectados
Mas essa não é sua única característica. Ele também se baseia nos seguintes aspectos, mais conhecidos como os 5Vs:
  • Velocidade – dados transmitidos em tempo hábil, praticamente em tempo real;
  • Volume – coleta de dados de fontes diferentes a cada segundo, de tudo o que você pode imaginar e que não têm condições de serem armazenados para sempre e que o big data armazena em diferentes locais;
  • Variedade – geração de dados em variados formatos dos quais o big data consegue juntá-los e administrá-los. Quanto maior a quantidade, mais complexo se torna o trabalho e maior a possibilidade de obter informações importantes;
  • Veracidade – possibilidade de reconhecer uma notícia ou um dado falso em meio ao que é verdadeiro;
  • Valor – agregar valor ao que está sendo feito e armazenado.
Ou seja, além do grande volume, esses dados precisam ser variados (inclusive em formato), verídicos e terem valor real. E, é claro, devem ser processados em velocidade viável. Para entender a importância dessa tecnologia vale lembrar que empresas, como Microsoft e IBM, já declararam que, no futuro, os dados serão tão importantes quando petróleo. Por meio do processamento e da análise de dados, é possível cruzar informações das mais variadas fontes e compreender cenários para, assim, tomar as melhores decisões. E isso impacta diferentes áreas da atividade humana, inclusive o marketing. Seja ele tradicional ou digital.

O big data e o marketing digital

O uso de dados permite conhecer a fundo a preferência dos consumidores, seus hábitos e comportamentos de consumo. Dessa forma é possível elaborar e contar com estratégias mais efetivas. No marketing digital essa estratégia do uso de big data se estende à veiculação de anúncios e produção de conteúdo mais relevantes ao público-alvo, como as informações de redes sociais, de eletrônicos conectados a dispositivos móveis etc. Mas não é só. Por meio da melhor compreensão desses dados e dos potenciais consumidores, é possível, por exemplo, adotar posicionamentos que melhor se conectem com eles e fazer com que sua marca/produto/serviço esteja à frente da concorrência com desenvolvimento, inovações e soluções rápidas que atendam seu público. Ou ainda, introduzir ações de relacionamentos mais efetiva através do refinamento da comunicação. O big data, assim, é o sonho não só de empresas grandes, mas, sim, de qualquer profissional que gosta de tomar decisões embasadas e efetivas. Na era da informação os dados são o combustível do futuro que moverão empresas para frente. Ter conhecimento da tecnologia e suas evoluções constantes, além de saber utilizá-la a seu favor são fatores fundamentais para quem quer se destacar e conquistar um espaço no mercado. Gostou deste artigo? Acompanhe nossas redes sociais e tenha acesso a mais dicas de marketing digital para seu negócio. Que a força esteja com você! Até a próxima!   Postado por: Cento e Vinte | www.centoevinte.com.br

*Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ARTIGOS RELACIONADOS

Publicidade-nativa-glossário-120-marketing-digital-para-agência-de-marketing-digital-cento-e-vinte-marketing-digital-para-001

Publicidade Nativa

A publicidade nativa é uma estratégia de marketing visa disponibilizar material informativo que seja compatível com canal utilizado. A propaganda é paga e se encaixa

Funil-de-conteudo-glossário-120-marketing-digital-para-agência-de-marketing-digital-cento-e-vinte-marketing-digital-para-001

Funil de conteúdo

É o  processo que conduz e acompanha um cliente desde o instante que ele começa a buscar um determinado conteúdo, serviço ou produto até a

Marketing-digital-glossário-120-marketing-digital-para-agência-de-marketing-digital-cento-e-vinte-marketing-digital-para-002

Marketing Digital

Marketing digital é o conjunto de ações de comunicação pela internet ou recursos on-line. Uma metodologia de marketing imprescindível para ganhar a autoridade da marca.