Copywriter: descubra como esse tipo de redator ganha R$ 10.000 por mês trabalhando de casa

voce-sabe-quanto-ganha-um-copywriter-marketing-digital-para-agencia-cento-e-vinte-marketing-digital-para-post

Você ficou sabendo que em 2018 fechamos com mais 529 mil empregos CLT? O Caged (Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados) disse que é o maior número de empregos em, pelo menos, 5 anos.

Mesmo assim, em Janeiro desse ano, nos deparamos com a notícia que o número de pessoas trabalhando por conta própria — muitos chamam de mercado informal — está subindo (e continua acima do nº de empregados CLT).

Para ter uma ideia, no fim de 2018, 33 milhões de pessoas trabalhavam com carteira assinada, 11,5 milhões sem carteira e mais 23,8 milhões por conta própria.

sabe qual tendência tem crescido bastante e feito pessoas abandonarem uma renda fixa e estabilidade para ter realização profissional?

Se você pensou em empreendedorismo digital, está certo.

Segundo o IBGE, existem 116 milhões de brasileiros conectados. Isso mostra bem por que o e-commerce só cresce.

Afinal, de acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), existe uma estimativa de 16% de crescimento no faturamento das vendas online em 2019 (representa 79,9 bilhões de reais).

É dinheiro pra caceta!

E o copywriter? Bom, podemos dizer que ele é 99,9% responsável por quem vai vender mais e pegar a maior fatia desse bolo digital.

Cento-e-vinte-marketing-digital-marketing-digital-para-agencia-cento-e-vinte-quanto-ganha-um-copywriter-meme
Você também passou por isso? Então, é melhor se coçar e aprender o método mais lucrativo do mercado digital.

Recentemente, com um dos escritores mais conceituados do mercado, tive uma aula incrível em que ele mostra claramente por que os copywriters ganham tanto dinheiro — e por que tanta gente escolhe o empreendedorismo digital em vez dos trabalhos registrados.

Já ouviu falar em 4 Ps do Marketing?

1. Produto

2. Preço

3. Ponto de Venda

4. Promoção

O copywriter entra exatamente no P de Promoção. Ou seja: ele é capaz de informar e persuadir os potenciais clientes, com o objetivo de influenciar a opinião e aguçar uma resposta.

Isso pode ser feito por comerciais de TV? Pode ser feito por propagandas no YouTube? Pode ser divulgado em banners na estrada?

Claro que sim! Só que os resultados não são os mesmos.

O copywriter profissional, desde muito tempo antes desses tempos digitais, era o que mais engajava e gerava resultados de vendas.

Quer ter certeza disso? Olhe, por exemplo, o Gary Halbert com a carta de vendas “Coat Of Arms” (traduzido como “Brasão de armas”).

Ele faturou mais de 75 milhões de dólares com apenas uma carta de vendas, endereçada a famílias com apenas um sobrenome: MacDonald.

Isso foi antes da era digital, senhoras e senhores. Imagina hoje, o que esse gênio não ganharia!

Hoje, nós temos a chance de ter fatias iguais ou maiores que essas por meio do Copywriting: o método centenário de escrita mais cobiçado do mercado americano.

Então, senta aí que vou te contar uma historinha para que você fique ainda mais engajado em aprender tudo sobre como ser um copywriter e faturar 10 mil reais — ou até mais, só depende de você.

Image for post

Se você viu o meme lá em cima, sabe que a busca por emprego é exatamente assim. E foi isso que levou Sophia a estudar Copywriting.

Copywriting é mais que um método ou uma técnica, é um conceito poderoso de escrita que foi usada ao longo dos anos por grandes mentes e que hoje está ao nosso alcance de maneira inacreditável.

Você já vai entender mais sobre isso, mas antes, vamos falar de Sophia…

Sophia conheceu a redação freelancer com um amigo muito conhecido hoje no mercado. Em um momento, ela se dedicou a isso, trabalhou em uma agência e aprendeu muito com a rotina de textos persuasivos.

Com a mudança de vida, ela não conseguia manter a rotina e resolveu que seria melhor mudar de cidade e decidiu arrumar um emprego CLT.

Pois bem, ela conseguiu. Em um telemarketing. Não é falando mal desse lugar, mas você já reparou no nível de estresse que essas pessoas vivem?

A verdade é que você trabalha muito, se esforça muito, tem uma promessa de alcançar níveis maiores, mas pouca gente consegue porque os requisitos são muitos, comparados ao salário que eles estão dispostos a pagar.

Sophia se lembrou que esse amigo sempre dizia: “Estude Copywriting; é um método muito cobiçado e usado por quem ganha dinheiro com escrita.”

Mas antes disso, ela tentou uma outra coisa…

Sophia procurou voltar a trabalhar como redatora freelancer. Você já viu os requisitos que eles pedem?

  • Inglês Avançado
  • Curso superior completo em Letras (ou algumas outras lá)
  • Conhecimento avançado em Física…

Okay, essa última não foi real, mas as exigências são muitas e o salário não fecha para esse tanto de requisito — você que passou em processo, sabe do que estou falando.

Enquanto isso, em algumas agências fuleiras de marketing…

  1. Eles não te contratam porque você colocou bullet points (esses pontinhos esquisitos aí em cima) com pontuações no final.
  2. Eles informam que: “Sinto muito, mas o seu texto não está no nível que esperamos”. Mas quando você vai olhar, o blog deles não tem nada de relevante.

Essa última doeu. Doeu tanto que Sophia quis desistir. Mas uma coisa mudou isso: uma pessoa ter acreditado nela.

Foi nisso que ela se agarrou e foi então que decidiu estudar e se aprofundar no melhor método de escrita do mercado com quem realmente entende disso.

Eu e a Sophia temos duas dicas para você:

  1. Se você quer ganhar dinheiro usando o computador e a sua mente, se aprofunde de verdade no Copywriting (estou aqui para te ajudar nisso);
  2. Participe do grupo aberto de escritores e empreendedores digitais e não se sinta mais sozinho no mercado;
  3. Leia este texto até o final! Prometemos que vai valer a pena, porque você vai sair daqui com o caminho certo para ganhar uma grana na internet e usar isso para a sua vida!

Chega de história e vamos ao que interessa…

Apesar do copywriting ter sido mais reconhecido por ser um conceito essencial de vendas altíssimas, em 1886 Claude Hopkins já pesquisava sobre os consumidores e procurava entender os seus desejos.

O termo, antigamente, se referia à “Redação Publicitária”. E é isso o que significa ainda hoje para quem não entende muito bem do assunto.

Mas na real, o copywriting é diferente da redação publicitária. Dá uma olhada:

Redação Publicitária

A redação publicitária se trata de criar todo o conceito envolvido na concepção de uma publicidade.

Por mais que o termo seja “redação publicitária”, ela não se trata apenas da escrita, mas de toda a linguagem envolvida em uma peça.

Isso pode ser usado em televisões, anúncios impressos, outdoors etc. A ideia é que esta peça envolva mais do que um tipo de linguagem (escrita, fala, imagem, vídeo…)

Copywriting

O copywriting é um conceito / técnica usado em textos para fazer com que eles sejam mais do que apenas conteúdos gratuitos, mas que leve o leitor a tomar uma atitude.

Como diz o meu amigo, no seu livro “Copywriting: o método centenário de escrita mais cobiçado do mercado americano”, é sobre transformar persuasão em lucro.

Este conceito faz com que o texto se torne altamente persuasivo e é o principal responsável por destacar um empreendedor digital nesse mar de informações que é a internet.

Isso porque quando você domina o copywriting, você entende realmente como promover um produto (seja próprio ou de um cliente) de forma convincente e altamente persuasiva.

Mas eu não trabalho com escrita, só faço vídeos para vender meus produtos…

Você precisa de copywriting — pelo menos se não quiser que seus vídeos fiquem perdidos no limbo do YouTube.

Para conquistar sua audiência, você precisa ter uma ideia bem construída por trás. É importante escolher as palavras que funcionam e que despertam emoções no seu público.

E é aí que entra o copywriter: esse cara é o profissional que utiliza algumas técnicas específicas; elas envolvem usar as palavras certas e construir uma linha de argumentação que fará você mesmo comprar o seu próprio produto.

A questão é…

O copywriting é um método que ultrapassa 1 século de resultados de vendas. Nesse tempo todo, muitos estudos foram feitos para que hoje a gente pudesse usar o que funciona em vez de cometer erros primários.

Ele passou por redação publicitária e chegou aos tempos modernos em que se tornou um conceito separado e único.

Por isso que empreendedores e profissionais de marketing amam o copywriting para vender ideias, produtos ou serviços.

Usar as palavras corretas para se comunicar e guiar o seu público a uma tomada de decisão é uma das ideias mais importantes desse conceito mais que lucrativo.

Não vou me aprofundar tanto no conceito em si de copywriting por aqui, porque vamos focar mais no copywriter profissional e no caminho ideal para você chegar lá…

Mas eu sei que você também está aqui por um outro motivo e é sobre isso que vamos conversar agora! Vamos lá?

Image for post
Se uma letra pode mudar tudo, imagina palavras.

Em palavras simples: copywriter é o profissional que faz textos que convertem e vendem milhões. Eles usam técnicas de persuasão para convencer o público a tomar uma decisão (sendo mais clara: comprar).

Como você já viu, toda a estrutura de copywriting, carinhosamente chamada de copy, é pensada e criada para contornar os instintos naturais de desconfiança do ser humano.

O instinto pode ser um vilão ou um herói. Pense nas duas situações:

— Você está para atravessar a rua, olha para os dois lados e percebe que está tudo livre, quando, de repente, surge um motoboy do nada (eles sempre fazem isso) e você consegue se esquivar do perigo.

— Você tem a sua rotina, já pesquisou sobre empreendedorismo digital e sobre escrita persuasiva, mas nunca ouviu falar sobre copy e quando percebe está nesse texto lendo que existem copywriters que lucram muito mais usando uma técnica poderosa.

Nos dois momentos o instinto vai te dizer que é hora de cair fora, porque você pode quebrar a cara…

Mas na primeira situação, seu instinto foi um herói. Na segunda, seu instinto te impediu de mudar sua vida para sempre.

O ponto é que nosso instinto de defesa fala mais alto em alguns momentos — geralmente quando não controlamos uma situação.

A função do Copywriter é escrever de uma maneira tão convincente que o texto contorne o instinto de perigo do leitor e faça com que ele se enxergue ali: o valor do produto ou a venda em si não importa mais, porque agora o leitor quer isso; digo mais, ele precisa disso.

Mas sabe o mais importante disso tudo?

Não importa se você vende pela internet e trabalha com ecommerce, se você é um redator, um empreendedor digital ou se só deseja um currículo que façam te contratar…

Você precisa estudar as habilidades de Copy se quiser se tornar persuasivo e fazer com que te ouçam.

E não adianta aprender o básico e o superficial, fazendo uma estrutura besta que dizem que funcionam.

Com o mar de informações que existe por causa do aumento de acesso à comunicação, poucos se destacam. É fácil você perceber títulos pouco atrativos e pessoas que não sabem do que estão falando.

“O conhecimento só atrai dinheiro quando direcionado de forma organizada e inteligente, por meio de planos de ação práticos com um fim específico.” — Napoleon Hill

E um bom copywriter tem um plano de ação bem específico: ele aprende a fundo as técnicas que vão funcionar para o público e entende outros fatores psicológicos que fazem alguém comprar.

Primeiro, você precisa estabelecer o seguinte: quer ser um redator, criador de conteúdo ou copywriter?

O que significa criador de conteúdo: Um criador de conteúdo é responsável por passar informações valiosas através da escrita, com o objetivo de atrair prospects e fazer com que eles se tornem clientes.

O que significa redator: Um redator escreve. Ele pode escrever para jornais, pode escrever para blogs, para sites de notícias etc. Não existe algo definido do que ele pode ou não fazer.

O que significa copywriter: Um copywriter escreve algo valioso não só para atrair prospects, mas também para que esse contato ligue solicitando orçamento, se inscreva em uma lista de Webnário, compre um produto, se engaje em uma ideia — e outras infinitas possibilidades.

Agora que você já entendeu, se você escolheu ser um copywriter, aqui vão os segredinhos que esses caras usam para ganhar R$ 10.000,00 por mês trabalhando de casa…

Image for post
EU SOU RICAAAA

Não adianta querer saber na prática como se tornar um copywriter se você não começar a pensar como um. E dois de vários pontos de um profissional de copy, são:

1 — Sem preconceito com vendas;

2 — Usar princípios da persuasão sem mentir para o cliente (persuadir é diferente de contar promessas falsas).

Existem muitos outros pontos desses profissionais que só são aprendidos na prática quando você entende todo o fundamento do copywriting.

Ao final do que você deve aprender, vou te mostrar como estudar tudo isso e aprender a turbinar sua conta bancária estudando absolutamente todos os pontos que um copywriter precisa.

A persona nada mais é do que a representação de um cliente ideal para o seu produto, serviço ou ideia. Se você quer vender, precisa saber a quem isso realmente vai interessar, ou você vai jogar pérolas aos porcos.

O AIDA é o modelo que ilustra os 4 passos essenciais que a sua persona dá, do começo até a compra. E significa: Atenção, Interesse, Desejo e Ação.

Entendendo isso e sabendo em qual etapa você precisa focar para cada persona, é mais fácil montar abordagens essenciais e levar ao último passo: a Ação.

 

Toda a estrutura de uma copy determina se ela vai fazer o sucesso esperado e, portanto, fazer com que você fature mais do que imaginava, mas o que ainda pega pra muita gente é a headline.

Sim, pessoas… É super difícil escrever um título altamente persuasivo e que chame atenção, mas não é impossível e isso pode ser construído com técnicas importantes.

Inclusive, alguns gatilhos ou promessas são extremamente importantes para que a sua chamada para ação fique mais clara desde o começo da copy.

 

Image for post

Você já se emocionou vendo Titanic? Já chorou (ou se indignou com o final) vendo “Como eu era antes de você”?

Parabéns, você já sabe o poder de uma história bem contada. E essas histórias aplicadas a uma Copy são matadoras!

Você pode usar números e estatísticas para provar a sua “tese”? Pode, claro que sim. Mas será que as pessoas vão se conectar com isso?

O storytelling tem o poder de fazer com que o leitor se veja no texto e queira ter o seu próprio “final feliz”, assim como o protagonista da história.

A questão é que pessoas convencem pessoas, estatísticas provam algo (mas nem sempre são persuasivas).

 

O nosso cérebro recebe estímulos para nos fazer tomar uma decisão. Isso acontece o tempo inteiro; somos bombardeados com vendedores.

Sabe o que faz um se destacar do outro? A maneira com que ele usa esse estímulo, que chamamos de gatilho mental.

Se você entender como os gatilhos mentais funcionam e quais aplicar em cada copy, vai se tornar uma máquina de persuasão e vendas como profissional copywriter.

Alguns dos mais usados são:

· Escassez

· Autoridade

· Reciprocidade

· Prova Social

· Urgência

6. Anúncios

Super legal você aprender a usar todas as técnicas de copy, mas se você não souber quando e em que lugar anunciar, você está perdido!

Como você já viu por aqui, somos bombardeados de informações a todo o tempo e não adianta ser mais um “homem-bomba” na internet.

Por isso que o anúncio faz parte, e muito, de ser um bom copywriter; é isso que vai te ajudar a atrair os leitores certos e lucrar muito escrevendo para a web.

Image for post

Todo o método de copywriting para fazer com que nos próximos meses você passe de 5 reais para R$ 5.000,00 está dependendo de você agora.

Os 6 tópicos que apresentei agora pouco aqui estão explicados e reunidos em um só lugar e com o caminho das pedras, ou seja, o que você vai fazer na prática para deixar de ser um redator qualquer e se tornar um copywriter profissional.

Esse método vai te ajudar a vender seus produtos, sua ideia, seu serviço ou os de alguém. Mas o mais importante é: você vai unir a persuasão e a escrita para lucrar de verdade.

Já pensou em comprar um livro de copy por meio de uma copy? Ficou confuso? Esse site vai esclarecer as coisas.

É impossível sair da página desse cara sem comprar pelo menos um livro para se aprofundar no assunto.

E, pelo jeito, ele entende bem disso, já que usou o próprio método para vender mais e não apenas ficou em palavras vazias em um livro que você pode comprar por aí.

O Livro Vermelho do Copywriting, como ele gosta de chamar, foi para o mercado dia 18 de Janeiro e em 14 de Fevereiro já era um dos mais vendidos na Amazon.

Fazer o que, se ele conseguiu reunir 100 anos de experiência em um único lugar, desbancando os conteúdos básicos (sem profundidade e riqueza de informações).

Talvez você já tenha gastado muito dinheiro com gurus que não cumprem suas promessas, mas agora você tem a chance real de aprender com o método profundo que vai te dar direção.

Eu fui uma das pessoas que entendi que não adianta criar fórmulas baratas para Copy e fazer uma receita de miojo, para converter é necessário se aprofundar em o que realmente é copywriting.

Você quer fazer a diferença?

Se você está cansado de ganhar sempre o mesmo e não ter lucro com o que trabalha, está na hora de ir para o próximo passo e se aprofundar no Copywriting: o método centerário de escrita mais cobiçado pelos americanos.

Deixe seu comentário

*Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ARTIGOS RELACIONADOS

AIDA-glossário-120-marketing-digital-para-agência-de-marketing-digital-cento-e-vinte-marketing-digital-para-001

AIDA

AIDA é um acrônimo (ou abreviação) , e refere-se às palavras Atenção, Interesse, Desejo e Ação. Esses quatro termos identificam cada uma das etapas principais

Palavras-de-transição-glossário-120-marketing-digital-para-agencia-de-marketing-digital-cento-e-vinte-marketing-digital-para-001

Palavras de Transição

São palavras que têm a função de deixar o conteúdo mais interessante ao leitor. Isto é, criam relação e coesão na construção do texto. Quanto

Entre em Contato