plan cul gratuit - plan cul marseille - voyance gratuite en ligne

Rankeamento do Google – A quantidade de palavras importa?

rankeamento-do-google-link-building

A ideia de que a internet modifica profundamente os nossos hábitos de leitura, onde textos longos seriam substituídos por aqueles mais curtos e concisos, saiu de moda faz tempo.

O mito de que o usuário da internet não gosta de ler se espalhou e tomou força até mesmo entre os produtores de conteúdo e blogueiros. Durante algum tempo persistia o cuidado de produzir blog posts que não fossem muito longos e que não cansassem o leitor.

Qual é o tamanho do texto para rankear no Google?

Então hoje existe uma “padronização” de blogs post curtos contendo entre 300 e 500 palvaras, enquanto os longos, que são utilizados em casos específicos, acima de 1000 palavras.

Acontece que a pouco tempo foi feita uma pesquisa pela SerpIQ, empresa especializada em SEO. Nesta pesquisa foi identificado que em média os 5 melhores post colocados no Google possuem 2.000 ou mais palavras, o que faz cair por terra essa ideia fazer posts curtos.
Isso quer dizer então que para estar bem rankeado nos motores de busca tenho que escrever posts longos? 2.000 é o número mágico?

Não!

[bctt tweet=”Não existe número mágico de palavras que vá fazer seu blog post alcançar as primeiras posições para uma palavra chave no Google!” username=””]

Até mesmo porque esse não é um dos fatores considerados pelo motor de busca.

E nem poderia ser diferente! Imagine que você realiza uma pesquisa sobre um assunto que te interessa e o primeiro resultado mostrado é um “textão” com informações que pouco acrescentam ou possuem pouquíssima relação com a sua busca? Chato né?!

E como sabemos o foco do Google é sempre fornecer a melhor experiência possível ao seu usuário e isso quer dizer; fornecer resultados de busca que tragam conteúdos de qualidade, relevantes e que realmente funcionem para sanar as dúvidas.

E aí você pode dizer: “Entendi! Logo se eu fizer um conteúdo de qualidade ele vai ficar mais longo que um superficial e assim ranquear melhor!”.

Sim e não jovens. Isso porque primeiramente essa informação apenas é verdadeira se o assunto que for tratar em seu artigo exigir mais explicação! Certas coisas são obvias, como 1+1=2, caso contrário qualquer “textão” soará como “encheção de linguiça”.

Em segundo lugar: mesmo que o seu conteúdo seja muito bom é importante estar atento aos outros fatores que influenciam no rankeamento do Google, como as técnicas de SEO, otimização para dispositivos móveis e link building, por exemplo.

Falando em link building, clica nesse artigo aqui >>> Posicionamento no Google e link building em 2016

Se sua empresa já tem ou está implementando uma estratégia de marketing de conteúdo e já entendeu a importância de ter um blog para atrair visitantes, fidelizar clientes e criar autoridade, na hora de produzir os seus blog posts deixe de lado a obsessão que ainda temos com a quantidade e foca na qualidade. 😉

Dessa forma, trabalhando os demais fatores de rankeamento do Google, você irá atingir boas posições na busca orgânica e contribuir muito para a sua autoridade!

Gostou? Compartilhe nas suas redes sociais! Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário, nós vamos responder mais rápido que a Millenium Falcon!
Que a força esteja com você!

Postado por: Cento e Vinte  | www.centoevinte.com.br

2 Comments

  1. Aryel Sampaio

    Legal o conteúdo, prezamos aqui na http://www.thatto.com.br os posts com mais de 1000 palavras por conta da facilidade de rankear com palavras de calda longa 😉 uma estratégia muito interessante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ARTIGOS RELACIONADOS

Obtenha mais seguidores no Twitter

Ninguém te segue no Twitter? Separamos algumas dicas para você ganhar mais seguidores. Muitas empresas não sabem a grande importância que o twitter tem entre

Entre em Contato

WhatsApp chat