Fique tranquilo, seu email está completamente SEGURO conosco.

Marketing digital e realidade aumentada

Cento e Vinte 11/01/2019 Nenhum comentário Atração
  • Compartilhe:

cento-e-vinte-marketing-digital-e-realidade-aumentada-Post-Blog

A realidade aumentada parecia ser algo distante que víamos apenas nos filmes. Mas, com o tempo e a evolução da tecnologia, podemos notar sua presença cada vez mais constante.

E mais: se tornou uma excelente estratégia de marketing para as empresas, de modo a criar o interesse do usuário e, assim, promover uma experiência especial e inesquecível.

 

Marketing de realidade aumentada
cento-e-vinte-marketing-digital-e-realidade-aumentada-H2

Para explicarmos melhor como a realidade aumentada pode estar inserida na estratégia de uma marca, vamos, primeiramente, como se difere da realidade virtual.

A realidade virtual, muitas vezes citada apensas como VR (virtual reality) é aquela a qual as pessoas entram em um mundo não real, por meio do uso de óculos, por exemplo, como o Oculus Rifit, que projeta imagens em 3D.

Essas imagens, na verdade, não existem. E a ideia é exatamente essa, de criar um outro mundo sem que você precise sair do lugar.

Outro exemplo é o jogo Second Life. As pessoas criavam um mundo virtual, com nomes, empregos, convivência com outras pessoas, mas eram apenas bonecos.

Apesar de muitas empresas – reais –, na época, utilizarem o espaço para promover suas marcas.

Já a realidade aumentada, a experiência do usuário é a projeção de elementos virtuais, por meio de hologramas, no mundo real.

E também é possível com o uso de óculos especiais, como o Google Glass, mas de uma forma diferente do que o Oculus Rift.

Outro exemplo de experiência com a realidade aumentada é ao jogar o Pokémon Go, que foi febre mundial em 2016.

A gente até falou dele aqui como uma oportunidade de estratégia de marketing para atrair clientes para um estabelecimento.

Há, ainda, o case tanto da Tok&Stok quanto da Ikea, lojas concorrentes de móveis e decoração, que criou um aplicativo para ajudar seus clientes na decisão de compra que, com o uso da câmera do celular, é possível simular se aquela peça desejada combina com o espaço pra ela destinado.

Semelhante a essa ideia, a Coral, empresa de tintas, também tem um aplicativo que simula a pintura de uma parede, algo que facilita na decisão de qual cor combina com o local.

As vozes inseridas de personagens ou pessoas famosas para guiar o caminho dos usuários do Waze também é uma forma de utilização da realidade aumentada para promover uma marca ou um nome.

Um exemplo foi a voz do Gru, do “Meu Malvado Favorito” e toda ação para divulgar o filme, a qual, dentro do aplicativo, mostrava, por meio de ícones, os locais onde havia um cinema no caminho do usuário.

Segundo dados do eMarketer, 2018 alcançou mais de 50 milhões de usuários de realidade aumentada nos Estados Unidos.  Em comparação ao ano anterior, houve um crescimento de 36%. Ou seja, a tendência é que aumente cada vez mais nos próximos anos.

Apesar de ainda não estar claro todo o poder e retorno do investimento dessa estratégia de marketing de realidade aumentada para as empresas, vale a pena ficar de olho nas tendências e novidades e utilizá-las com criatividade para se destacar da concorrência.

Gostou deste artigo? Continue acompanhando nosso blog e tenha acesso a mais dicas de marketing digital para sua empresa.

Que a força esteja com você!

Até a próxima!

Postado por: Cento e Vinte | www.centoevinte.com.br